nem chegamos à metade…

De repente, pisquei um olho e já estamos em junho!!!

O tempo escorre feito areia. Daqui até a metade de julho, todas as semanas me são decisivas em uma ou outra atividade. O semestre letivo se encaminha pro final, tenho três turmas na graduação e um jornal-laboratório para produzir, editar e lançar em 20 e poucos dias; minhas três orientandas estão enlouquecidas e entusiasmadas com seus TCCs; preciso dar uns empurrõezinhos no meu mestrando; há um montanha de projetos de pesquisa para dar pareceres; tenho que avaliar artigos prum periódico; há relatórios para escrever e concluir; uma revista científica para editar; dois artigos para escrever; uma comunicação científica para produzir; um livro para organizar; um seminário de pós-graduação para preparar…

Isso sem contar nas demandas domésticas, como aniversário do filho, atenção à esposa (quem não dá assistência, dá espaço para a concorrência), um regime para começar, mandar o carro pra revisar, colocar as contas em dia, manter este blog, enfim, a vida é curta demais para ser pequena. Apertem os cintos!

Anúncios

  1. Amaro Paz

    É…
    E eu que acreditava ter coisas para fazer!
    Gostaria de ser um House da vida em alguns momentos…
    E a sua diversão vem de onde? Ou melhor, se encaixa aonde?
    E o desacanso?
    E o que voce faz quando aquela dor de cabeça aparece?

    • rogério christofoletti

      Amaro, essas suas perguntas me martelam a cabeça desde que o mundo é mundo… aiaiai!

  2. Pingback: na metade da metade « monitorando

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s