“Vigilância não tem a ver a com segurança, mas com poder”

A jornalista Marta Peirano, do espanhol El Diário, encontrou-se com Edward Snowden para uma das raras entrevistas do homem mais procurado do mundo. Sentaram-se frente a frente num dos quartos do Hotel Metropol, em Moscou. Ela conta que Snowden escolheu aquele lugar não porque seja uma relíquia do czar Nicolau II, sede dos bolcheviques, onde o próprio Lenin se hospedou com sua esposa. Snowden escolheu o Metropol por razões mais práticas: o prédio tem sete portas de saída…

Na conversa com a repórter, o ex-analista de informação da NSA volta à carga contra os planos de vigilância global e aos ataques frequentes à privacidade dos cidadãos comuns. Desmonta a lógica que vincula o recrudescimento da vigilância a aumento da segurança, e destrói argumentos que sustentam a violação do direito de intimidade para combater o terrorismo.

Vale a pena ler. A entrevista está em duas partes (aqui e aqui).
Marta Peirano conta neste vídeo como foi entrevistar Snowden.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s