Conferência sobre ética na mídia recebe artigos até 28/02

Pesquisadores têm pouco mais de um mês para encaminhar suas propostas de comunicação científica para a 5ª International Conference On Media Ethics, que acontece em Sevilha, em 28 e 29 de março. São 9 eixos temáticos: Autorregulação e deontologia; Cidadania ativa e mídia; Proteção de grupos vulneráveis; Igualdade de gênero e comunicação; Ética na arte e na mídia; Publicidade e Relações Públicas; Media Accountability; Teorias da Comunicação e implicações éticas; Estudos sobre Rádio e TV.

O prazo para recebimento vai até 28 de fevereiro, e são aceitas propostas em português, inglês e espanhol.

A chamada pode ser conferida aqui.

Mais informações em: https://congreso.us.es/mediaethics/

Anúncios

Precisamos de mais redes de afeto

Na semana passada, lançamos em Coimbra a Rede Lusófona pela Qualidade da Informação. “Lançar uma rede” é uma expressão recheada de significados aqui e isso tem a ver com o próprio ato do pescador que desafia a madrugada em busca de sustento. No fundo, esse é um gesto de esperança, de quem deseja colher bons frutos.

Foi um dia especial aquele, e na saída, a tarde se despedia no Pátio das Escolas, no coração de uma das universidades mais antigas do Ocidente. Falei por alguns minutos na cerimônia de criação da RLQI, representando os signatários, e foi mais ou menos assim:

Ao cumprimentar o Magnífico Reitor da Universidade de Coimbra, estendo a saudação às demais autoridades, aos signatários desta rede e ao público presente.

Agradecemos a acolhida da Universidade de Coimbra nesses dias e, em especial, ao professor Carlos Camponez, por seu entusiasmo e profissionalismo, o que resultou na ampla articulação desta Rede Lusófona pela Qualidade da Informação.

Estamos felizes!

Não porque o congresso esteja terminando, mas porque este é um momento muito especial.

Um certo português escreveu certa vez que “Deus quer, o homem sonha e a obra nasce”. Sim, a Rede Lusófona pela Qualidade da Informação surge e ela é fruto de sonhos, mas sabemos bem que teremos que trabalhar muito para que ela se torne realidade. O português que escreveu esse verso era muitas pessoas, e ele disse também que “o mesmo mar que separa, une”.

Somos uma rede unida pelo mar, mas não somos uma rede de territórios, de países, de mapas. Somos uma rede unida por algo mais poderoso ainda: a língua portuguesa. Não se pode prender, acabar ou fazer desaparecer uma língua. Ela habita o nosso interior e ajuda a constituir os sujeitos. “A língua é minha pátria”, escreveu mais uma vez aquele português.

A Rede Lusófona pela Qualidade da Informação surge hoje, dia 14 de novembro de 2018. Amanhã é dia 15, e no meu país, o Brasil, se comemora o Dia da Proclamação da República. Muitos colegas vieram nos últimos dias conversar comigo, preocupados com os rumos do Brasil, depois dos resultados das eleições. Eles perguntavam sobre o país e eu tampouco sei explicar o que se passa por lá. E o que é pior, se num futuro breve, teremos república, teremos Brasil…

Temos cada vez mais claro que as eleições deste ano foram atípicas, e que foram contaminadas por notícias falsas, por um sistema sofisticado de desinformação, típico do que estamos chamando mais recentemente de pós-verdade. Neste contexto, é muito oportuno criar uma Rede Lusófona pela Qualidade da Informação, afinal, os meus colegas não estão preocupados apenas com o Brasil, mas com a democracia como um todo. Estão também preocupados com o jornalismo, isso que ajuda as pessoas informadas a tomar decisões pequenas e grandes.

Sim, uma Rede Lusófona pela Qualidade da Informação tem muito a fazer.

Mas uma rede como essa salva a democracia? Não.

Salva o jornalismo? Também não.

Mas por outro lado, vamos ficar parados e calados? Claro que não.

Este é um tempo difícil, e é cada vez mais necessário criar redes de cooperação, elos de trabalho, vínculos coletivos. Precisamos de redes de afeto, de respeito e de conhecimento.

Uma rede é feita de nós, e precisamos fortalecer esses laços. Precisamos tramar novas redes, de afetos e trabalho, e assim, desafiar o mar revolto.

Estamos felizes sim. Muito obrigado!

Congresso de ética nos países lusófonos amplia prazo

Os organizadores do Colóquio Internacional Ética e Deontologia do Jornalismo no Espaço Lusófono que acontecerá na Universidade de Coimbra (Portugal) decidiram alargar a sua chamada de trabalhos. Agora, quem deseja enviar seu resumo de comunicação científica deve fazê-lo até o dia 30 de setembro.

O evento acontece nos dias 13 e 14 de novembro próximos e faz parte do 5º Congresso Internacional de Comunicação. Mais informações aqui.

Quatro eventos internacionais sobre ética da comunicação

Agende-se porque as dicas abaixo valem muito a pena:

# 5º Congresso Internacional de Comunicação: Ética e Deontologia do Jornalismo no Espaço Lusófono
13 e 14 de novembro de 2018, em Coimbra, Portugal.
Deadline: 10 de setembro
Veja a chamada: aqui

# 5ª International Conference On Media Ethics
28 e 29 de março de 2019, em Sevilha, Espanha.
Deadline: 28 de fevereiro
Veja a chamada: aqui

# International Conference of Center for Journalism Ethics: Gender, Ethics, Journalism
29 de abril de 2019, em Madison, EUA
Mais informações em breve: aqui

# 20ª Annual Convention of the Media Ecology Association: Media Ethics – Human Ecology in a Connected World
27 a 30 de junho de 2019, em Toronto, Canadá.
Deadline: 1 de dezembro
Veja a chamada: aqui

Transparência: dois eventos em Berlim

A capital da Alemanha é também a capital mundial da transparência, pelo menos nesta semana quando dois eventos reúnem especialistas e pesquisadores do tema em diversas áreas do conhecimento. Transparência e Sociedade: entre a promessa e o perigo é o tema da Herrenhausen Conference, promovida pela Fundação Volkswagen, e que acontece de 12 a 14 de junho. O programa pode ser conferido aqui. E veja aqui no Twitter.

Na sequência, no dia 15, acontece a conferência Mídia e Transparência: uma perspectiva global, evento realizado pelo Instituto Erich-Brost de Jornalismo Internacional, ligado à Universidade Técnica de Dortmund. A reunião avança em discussões de um projeto internacional sobre accountability na mídia.

Estou em Berlim para a primeira atividade. É um mergulho nas muitas perspectivas de debate sobre a transparência. Uma pena não poder ficar para a segunda conferência… Mas se você se interessa pelo tema, o caminho das pedras e os nomes a buscar estão nos links acima…

Seminário de crítica de mídia em BH

Começa amanhã na PUC-Minas o Seminário de Crítica de Mídia, evento que vai até o dia 26. O seminário é promovido e realizado pelo Centro de Crítica de Mídia e a programação está carregada de bons temas e debates.

Darei uma passadinha por lá porque me encarregaram de palestrar sobre ética e crítica de mídia. Estou bastante ansioso para conversar com os colegas mineiros sobre o tema. Uma pena eu não poder ficar por mais tempo. Se você estiver por lá, não perca. Veja a programação:

Dia 24 de abril:
8h50: Conferência de abertura – Cinema e Sociedade, Diálogos Críticos, com Pablo Villaça
10h40: Conferência 2 – Crítica da Mídia: Cobertura do Futebol, com Cândido Henrique e Marcelo Carvalho
15h20: Conferência 3 – Ética e Crítica da Mídia, com Rogério Chistofoletti
17h10: Conferência 4 – Observatórios e Grupos de Pesquisa: Experiências de Crítica Midiática, com  Ercio Sena (CCM), Paula Simões (GRISLAB) e Daniela Lopes (MID)

Dia 25 de abril:
8h50: Conferência 5 – Luta por Reconhecimento e Crítica da Mídia, com Francisco Bosco
10h40: Conferência 6 – Rituais de Consumo Midiatizado, com Bruno Pompeu
15h20: Conferência 7 – Reflexividade no Cinema, com Alice Riff
17h10: Conferência 8 – Música e Memória: Construções Biográficas no Cinema e na Mídia, com Bruna Santos, Graziela Cruz e Mozahir Salomão Bruck

Dia 26 de abril:
8h50: Conferência 9 – Memória, consumo e práticas lúdicas: Cosplay, Medievalismo e Steampunk, com Mônica Ferrari
10h40: Conferência 10 – Semiótica Aplicada à Publicidade, com Clotilde Perez
15h20: Conferência 11 – Dinâmicas Identitárias nas Redes Sociais, com Beatriz Polivanov
17h10: Conferência 12 – Políticas do Streaming: Algoritmos e Curadoria Musical, com Rodrigo Fonseca

Mais informações:
http://ccm.fca.pucminas.br
https://www.facebook.com/ccmpucminas/
https://www.facebook.com/events/169104453789932/

Um seminário aberto de jornalismo

screenshot-2017-05-14-08-12-37Participo amanhã da abertura da sexta edição do Seminário Aberto de Jornalismo, promovido pela linha de pesquisa Linguagens e Práticas Jornalísticas do Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Unisinos.

Divido a mesa com a professora Roselyne Ringoot, da Universidade de Grenoble (França). Vou tratar de crise do jornalismo e ética profissional. Mais informações aqui.

Mudanças no jornalismo, evento no Canadá

A 4ª edição do Colóquio Internacional Mudanças Estruturais no Jornalismo (Mejor) já tem data e local definidos: vai acontecer de 3 a 6 de maio de 2017 na Université de Laval, em Quebec, Canadá.

O tema é “O jornalismo incapaz?  Projeto secular do jornalismo e contextos extremos”.

O encontro anterior do Mejor aconteceu em Florianópolis, na UFSC, e foi uma extraordinária ocasião para aproximar pesquisadores brasileiros, belgas, franceses e canadenses.

Mais informações aqui, na chamada de textos, que termina em 20 de outubro.

Começa hoje o Mejor

A 3ª edição do Colóquio Internacional Mudanças Estruturais do Jornalismo (Mejor) começa hoje na UFSC e vai até a próxima sexta, 15 de maio.

O tema que norteia os debates é “Os silêncios do jornalismo”, e reúne pesquisadores de Brasil, França, Bélgica e Canadá. Uma realização do Posjor/UFSC, o Mejor é co-promovido, no Brasil, pela Universidae de Brasília, e no exterior, pela Réseau d´Études sur le Journalism (REJ), Centre de Recherche sur l´Action Politique em Europe (CRAPE) e Centre de Recherche em Information et Communication(ReSIC), vinculados à Universidade de Rennes 1 e à Universidade Livre de Bruxelas.

Sim, algumas das principais atrações como a conferência de abertura com a professora Sylvia Moretzsohn poderão ser acompanhados pela internet:

Sala 1:
http://videoconferencia.cce.ufsc.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=14

Sala 2:
http://videoconferencia.cce.ufsc.br/index.php?option=com_wrapper&view=wrapper&Itemid=15

Mais informações em: http://mejor2015.sites.ufsc.br

Congresso de Ética na Mídia prorroga prazo

(reproduzindo o informe dos organizadores)

Ampliado el plazo hasta el día 8 de febrero de 2015 para enviar propuestas de comunicaciones (abstracts) al III International Conference on Media Ethics (http://congreso.us.es/mediaethics/index.php/es/), que tendrá lugar en Sevilla los días 24, 25 y 26 del próximo mes de marzo. El plazo máximo para la entrega del texto completo será el 28 de febrero.

Atendiendo a la petición de algunos investigadores, se aceptaran comunicaciones para ser presentadas a través de internet (por skype o programas similares). Se dedicarán algunas de las sesiones del congreso a estas comunicaciones no presenciales en horarios que tendrán en cuenta la diferencia horaria entre Europa y Latinoamérica.

En esta III edición del Congreso contaremos entre otros ponentes con los profesores John Peters (University of Standford), Basilio Monteiro (Universidad St. Johns – Nueva York-) o  José Manuel de Pablos (Universidad La Laguna). Esta edición, está concebida como un espacio para intercambiar ideas de nuevos proyectos y la búsqueda de socios internacionales. También se ofrecen actividades prácticas para la mejora y calidad de la investigación científica, como una mesa redonda sobre revistas científicas patrocinada por la Revista Latina de Comunicación Social.

Dado el carácter internacional del congreso y los horarios europeos, el congreso se desarrollará en dos sesiones: mañana (9’30h -14’30h) y tarde (16’00h-18’00h), dejando así más tiempo a los congresistas para establecer relaciones con otros colegas o disfrutar de la ciudad si así lo desean. La organización ofrecerá diversas actividades sociales complementarías para quienes deseen prolongar las sesiones académicas con sesiones de trabajo en un contexto más personal y ameno.

Las comunicaciones seleccionadas para su publicación formarán parte de en un libro de actas electrónico publicado por la editorial Dykinson S.L, de Madrid, con su correspondiente ISBN, y un comité científico que avale dicha publicación. En los propios días del congreso se ofrecerá el link desde el cual se podrán descargar los congresistas sus contribuciones.

El primer día, 24 de marzo, las sesiones del congreso serán sólo en español, y en los días sucesivos, 25 y 26, serán tanto en español como en inglés.

Le agradecemos que distribuya esta información entre vuestras redes de contactos.

Más información o cualquier gestión: 3mediaethics@gmail.com

Mejor: prorrogado!

A organização do 3º Mejor informa:

O prazo para o envio de propostas de comunicação ao III Colóquio Internacional Mudanças Estruturais no Jornalismo foi adiado para a próxima terça-feira, dia 20 de janeiro.
Assim, há mais cinco dias para a submissão de propostas, de acordo com as normas descritas no site http://mejor2015.sits.ufsc.br 

As propostas, com 6.000 caracteres, devem ser enviadas para o e-mail mejor2015ufsc@gmail.com

é depois de amanhã: donsbach na ufsc

Qual a relação do Jornalismo com o Conhecimento? Em uma época marcada pelas megafusões midiáticas, pelo infoentretenimento, pelo império das audiências, pelo marketing do poder político e econômico que embala a informação, haveria ainda sentido acreditar que o Jornalismo esteja ressurgindo com sua força de contrapoder, de investigação dos poderes públicos e privados quando estes impactam na vida social? Quando alguns autores e profissionais acreditam que o jornalismo dos sonhos foi sepultado, haveria sentido defender que o jornalismo tem ainda grande contribuição para manter a vitalidade democrática e disseminar controvérsias e possibilitar escolhas lúcidas?

O trecho acima é do comentário da semana no objETHOS, assinado pelo professor Francisco José Castilhos Karam. Ele aborda as relações entre jornalismo, conhecimento e ethos profissional, e saúda a vinda de Wolfgang Donsbach depois de amanhã – dia 17! – na conferência de abertura do semestre no POSJOR/UFSC.

Para ler a íntegra, clique aqui.

o que rola com o jornalismo agora?

Imagine uma ocasião em que se reúnem editores, gestores e publishers dos jornais The Telegraph, The Guardian, The Independent e The Times, e das revistas The Economist, Dazed Magazine, Private Eye e Vice para discutir não o futuro do jornalismo, mas o que está acontecendo como ele AGORA.

Este é o propósito do encontro “Forget the Future: What’s Happening in Journalism Now?”, promovido pelo Frontline Club na série de eventos Grapevine, que acontece no dia 11 de setembro, em Londres.

Para saber mais, acesse:
http://www.frontlineclub.com/forget-the-future-whats-happening-in-journalism-now/

 

economia política da comunicação, um evento

Screenshot 2014-08-05 11.27.26Estão abertas até 15 de agosto as inscrições para o congresso da Ulepicc, a União Latina de Economia Política da Informação, da Comunicação e da Cultura.

Em 2014, o evento acontece no final de novembro no Rio de Janeiro.

Divulgação dos aceites dos trabalhos 15 de setembro

Versão final dos trabalhos – até 20 de outubro

Informações em:

http://ulepiccbrasil5.org.br

http://www.ulepicc.org.br/ulepiccbrasil5

feira de arte no campeche

Não sei se todos sabem, mas me arrisco um pouco escrevendo peças para o teatro.
Neste ano, o Círculo Artístico Teodora está montando meu texto mais recente – Shakespiradas – um delírio cômico em homenagem aos 450 anos de William Shakespeare.
Como forma de captação de recursos para o espetáculo, o Círculo está promovendo no Campeche uma Feira de Amostras no próximo sábado, dia 26, com música, exposição de arte e de fotos, exibição de curtas catarinenses, e outras atrações. A feira começa às 15 horas e se estende ao longo do dia.

feira no CAT

ciberjor: mais prazo

O Grupo de Pesquisa em Ciberjornalismo da UFMS prorrogou o prazo de inscrições de trabalhos científicos para o 5º Simpósio Internacional de Ciberjornalismo. A chamada de trabalhos, que se encerrava nesta segunda-feira, dia 30 de junho, agora pode ser feita até o dia 18 de julho.

Saiba mais aqui

3º bapijor acontece na argentina esta semana

Screenshot 2014-04-21 06.34.43Em 2011 e 2012, a UFSC sediou o Seminário Brasil-Argentina de Pesquisa e Investigação Jornalística (Bapijor). Foram duas experiências muito ricas para pesquisadores e profissionais, professores e estudantes que acompanharam debates e trocas de experiências. O evento foi gestado no Observatório da Ética Jornalística (objETHOS) por mim e pelo professor Francisco José Castilhos Karam. O amigo Samuel Lima, à época como visitante na UFSC, também participou da concepção, organização e realização dos dois primeiros capítulos dessa história. Juntos, editamos dois livros: “Jornalismo Investigativo e Pesquisa Científica: Fronteiras” e “Reportagem, Pesquisa e Investigação”.

O terceiro episódio acontece nesta semana – nos dias 24 e 25 de abril – na entrada da Patagônia, na centenária cidade de Viedma, capital da província de Río Negro, Argentina. Quem lidera os movimentos é a professora Lila Luchessi, que escolheu como tema do evento Periodismo y Sociedad. El rol del periodismo en la sociedad del conocimiento. A programação pode ser conferida aqui.

O professor Francisco José Karam participa do painel “Prosumidores: cuando la audiencia hace periodismo” e me incumbiram de fazer a conferência de encerramento, onde devo tratar de ética jornalística, novas tecnologias e novos atores no ecossistema de comunicação.

Entre os brasileiros, participam ainda Daniela Arbex (Tribuna de Minas), Marcelo Soares (Folha de S. Paulo) e Ariel Palacios (Estado de S. Paulo/Globo News). Entre os convidados argentinos, estão Martín Becerra (Conicet/Universidad Nacional de Quilmes), Lila Luchessi (Universidad Nacional de Río Negro) , Guillermo Mastrini (Quilmes e Universidad de Buenos Aires), Fernando Irigaray (Universidad de Rosário), Adriana Amado (Universidad de La Matanza), além dos jornalistas Santiago Rey (ANB), Guillermo Berto (Diário de Río Negro), Gastón Roitiberg (La Nación), Juan Gorosito (Diario Noticias de La Costa) e Josefina Licitra (revista Orsai).

Mais informações em: http://bapijor.unrn.edu.ar

seminário de inverno no paraná

Reproduzindo…

Seminário de Inverno divulga chamada de trabalho para 2014inscrições (gratuitas) ao evento, que acontece entre 2 e 6 de junho na UEPG, podem ser feitas até dia 30 de abril O XVII Seminário de Inverno de Estudos em Comunicação está confirmado para a primeira semana de Junho 2014: entre os dias 2 e 6, das 19 às 22 horas. O envio de textos deve ser feito diretamente no site do evento (http://jornalismouepg.net.br/seminariodeinverno/).

O evento reúne estudantes (de graduação e/ou pós-graduação), profissionais e docentes dos cursos da UEPG e demais IES/PR. Para apresentar trabalho, os autores devem ser graduados ou estudantes-pesquisadores que realizam estudos em projetos ou ações sob responsabilidade/orientação de professores universitários. Cada autor/orientador pode inscrever (como autor ou co-autor) até dois trabalhos no evento. Os textos devem ser inéditos (em apresentação e publicação). Só recebem certificados o autor ou co-autor que efetivamente realizar a apresentação no dia previsto. Cada trabalho terá um tempo de 15 minutos para apresentação e, ao final da sessão, acontece o debate entre os autores e demais participantes do evento.Os trabalhos devem apresentar a seguinte formatação: título (até duas linhas, incluindo linha de apoio/complementar), resumo (de 7 a 10 linhas), três palavras-chave, identificação autoral de até duas linhas cada, texto completo, em times New Roman, corpo 12, espaço 1,5, e as indicações bibliográficas conforme as normas da ABNT, com tamanho total entre 10 e 15 páginas. Cada trabalho pode ter no máximo um autor e dois co-autores.

Os trabalhos selecionados e efetivamente apresentados serão publicados nos Anais do XVII Seminário de Inverno de Estudos em Comunicação (edição 2014), em versão digital com registro ISBN. Para isso, o(a) autor(a) deve enviar versão completa, até 30 de abril, atendendo às orientações editoriais da organização.O Evento é organizado pelo Programa de Mestrado em Jornalismo e Curso de Jornalismo da UEPG, com apoio do Centro Acadêmico João do Rio, Fundação Araucária (Desenvolvimento Científico e Tecnológico do Paraná), Programa de Extensão Agência de Jornalismo UEPG e Pró-Reitoria de Extensão (PROEX) da UEPG.

As inscrições para envio de trabalhos vão até 30 de abril e os autores que tiverem trabalhos aprovados recebem aceite no dia 15 de maio. A palestra de abertura, na noite de 2 de junho, será feita pelo pós-doutorando (junto ao PPGJor UEPG pelo PNPD/Capes) Boanerges Lopes Filho. E a palestra de encerramento será realizada pela Drª Tattiana Teixeira, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), membro do quadro docente do Mestrado em Jornalismo UEPG. O tema da edição 2014 foca “o Jornalismo entre a crise de modelos e a legitimidade profissional”.

Informações:http://jornalismouepg.net.br/seminariodeinverno/

sbpjor já recebe inscrições

(reproduzido do site da associação)

A Associação Brasileira de Pesquisadores em Jornalismo (SBPJor) está recebendo, desde quarta-feira (18 de setembro), as inscrições para o 11º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo (7 a 9 de novembro), para o III Encontro de Jovens Pesquisadores em Jornalismo (manhã do dia 7 de novembro), I Simpósio das Redes de Pesquisa em Jornalismo (I RedesJor) (tarde do dia 7 de novembro) e I Seminário Nacional da Pós-Graduação em Jornalismo (I PósJor) (tarde do dia 8 de novembro), os quais irão acontecer na Faculdade de Comunicação da UnB, Brasília (DF).

O sistema de inscrições pode ser acessado aqui. O primeiro período de valores promocionais vai até 30 de setembro. Os pesquisadores que tiveram trabalhos aprovados deverão pagar a inscrição até 8 de outubro, a fim de que o paper seja publicado nos anais do evento e que o artigo seja incluído na programação das apresentações.

Os valores para associados da SBPJor com anuidade em dia, bem como para os não associados, nas categorias doutor, mestre, especialista, graduado e estudante de graduação, podem ser acessados aqui. Neste link, também estão disponíveis os prazos e o sistema de inscrições, além do passo a passo de como efetuar o pagamento e a inscrição.

O associado que ainda não pagou a anuidade 2013 pode fazê-lo pelo site da SBPJor, na guia de serviços online.

Se a anuidade estiver em atraso mais de uma vez, o valor a ser pago constará no boleto. Em caso de problemas com login e senha, o associado deve entrar  em contato com o diretor administrativo da SBJor, Demétrio de Azeredo Soster (sbpjor.dir.adm@gmail.com), que providenciará a solução.

Os que forem não associados, e tiverem conta no Banco do Brasil, podem pedir a transferência do valor para a conta da SBPJor. O não associado que se associar à SBPJor antes de fazer inscrição para o evento passará a pagar inscrição como associado (valores reduzidos em relação ao não associado). A adesão à SBPJor pode ser feita por meio deste link.

Todos que  tiverem conta no Banco do Brasil, associados ou não associados, podem pedir a transferência do valor para a conta da SBPJor.

Não associados mas que sejam professores ou estudantes da UnB, realizadora do evento, ou da UFG e UCB, parceiras de realização do evento, pagarão valor de inscrição idêntico ao de Associado da SBPJor.

Serviço
Link para inscrições e tabela de valores: http://www.sbpjor.org.br/sbpjor/artigos/2013/auth/index
Data de pagamento de inscrição com desconto: até 30/09/2013
Prazo limite de inscrição para quem irá apresentar artigo: 08/10/2013
Link para atualizar anuidade SBPJor: http://sbpjor.kamotini.kinghost.net/sbpjor/socios/entrada.php\
Link para associar-se à SBPJor: http://www.sbpjor.org.br/sbpjor/?page_id=406

daniela arbex vem aí

A 12ª Semana do Jornalismo da UFSC está trazendo hoje para o palco a jornalista Daniela Arbex, repórter especial da Tribuna de Minas e que é uma das mais respeitadas e premiadas da sua geração. Daniela, para além do currículo recheado, é uma profissional preocupada, comprometida e muito trabalhadora.

Em 2012, ela publicou uma série de reportagens que denunciava nada mais nada menos que 60 mil mortes ao longo de décadas num temido e legendário hospital psiquiátrico em Barbacena (MG). O título da série me pareceu à época um tanto exagerada: Holocausto Brasileiro. Não era, e a grande reportagem levou o Prêmio Esso de Jornalismo a sua autora.

Este ano, a série foi ampliada e editada na forma de livro com o mesmo título. E ele está causando nas livrarias, redações e outros lugares por aí. Está nas principais listas dos mais vendidos, e Daniela tem peregrinado por diversos locais para lançar e discutir a questão delicadíssima dos cuidados que se dispensa a quem precisa nas casas de internação. Aliás, discute-se também o estatuto da internação e tudo o mais…

Daniela Arbex falará hoje à noite na Semana (no Auditório do Centro de Convivência/UFSC, às 19 horas), e se eu fosse você não perdia. Nem deixava de ler o livro, que é tocante e terrível.

sbpjor divulga trabalhos aprovados

(reproduzido do site da entidade)

A SBPJor divulga as Comunicações Livres e as Comunicações Coordenadas aprovadas pelos pareceristas para o 11º Encontro Nacional de Pesquisadores em Jornalismo, e as Comunicações Livres aprovadas pelos pareceristas para o III Encontro de Jovens Pesquisadores em Jornalismo.
Acesse aqui:

é hoje e é imperdível

O Programa de Pós-Graduação em Jornalismo inicia suas atividades letivas na próxima segunda-feira, 12 de agosto, com a conferência internacional “Cobertura jornalística da corrupção política: o caso português”. A conferencista é a professora Isabel Ferin Cunha, uma das mais respeitadas pesquisadoras do jornalismo na Universidade de Coimbra.

A atividade acontece a partir das 14 horas no Auditório Elke Hering, da Biblioteca Universitária, e é dirigida a alunos de graduação e pós-graduação, pesquisadores, profissionais e demais interessados.

Isabel Ferin Cunha é licenciada em História pela Faculdade de Letras de Lisboa, mestre e doutora em Ciências da Comunicação pela Universidade de São Paulo, e pós-doutora pelo CNRS, na França. Como docente, atuou na USP de 1983 a 1991 e na Universidade Católica de Lisboa de 1992 a 2002. Atualmente, é professora Associada com Agregação da Universidade de Coimbra. Foi vice-presidente do Centro de Investigação Media e Jornalismo (2004-2006) e tem coordenado alguns projetos aprovados pela Fundação Ciência e Tecnologia/Portugal. Coordenou de 2003 a 2007 uma equipe que desenvolveu com o apoio do Alto Comissariado para a Imigração e Minorias Étnicas (ACIME) o projeto Media, Imigração e Minorias Étnicas. Coordena desde 2006 a seção portuguesa do projeto internacional Observatório de Ficção Ibero-Americano. Integra o projeto Inclusão e Participação Digital desenvolvido pela Universidade Nova de Lisboa, Universidade do Porto e Universidade de Austin no Texas /EUA (2009-2011). As suas áreas de interesse são: Análise da Mídia (Imprensa e Televisão), públicos, audiências e recepção, ficção televisiva (Telenovelas e Séries) e Comunicação Política.

(reproduzido do site do POSJOR)

7 questões éticas para o jornalismo digital

Andrés Azocar, diretor de Meios Digitais do grupo midiático chileno Copesa, perguntou no Webinário de hoje à tarde na Red Ética Segura de Fundación de Nuevo Periodismo Iberoamericano (FNPI):

  • Os critérios éticos do jornalismo convencional servem para a web?
  • Deve-se aceitar o erro como forma de evolução?
  • De quem são os cliques: dos meios ou dos agregadores?
  • O que é melhor: opinar ou informar?
  • O que fazer: ser o primeiro ou ser o melhor?
  • Editar ou censurar os comentários?
  • Qual a ética da tecnologia?

Questões muito, muito importantes…