um mapa nacional da mídia digital

Mapeamento da Mídia Digital no Brasil imagesgstsAcaba de cair na rede um estudo amplo e aprofundado sobre os meios digitais no país. “Mapeamento da Mídia Digital no Brasil” é uma iniciativa da Open Society, assinado por Pedro Mizukami, Jhessica Reia e Joana Varon. Tem oito capítulos espalhados em 173 páginas que tratam de consumo, relações com a sociedade, jornalismo, tecnologia, negócios e formas de financiamento, leis, regulações e políticas. Em linguagem clara, com textos analíticos e recorrendo a diversas fontes, o estudo merece leitura atenta e muita discussão. Tem mais: está bem atualizado, já que a ele foram adicionadas informações sobre o Marco Civil da Internet, aprovado e sancionado em abril passado.

Acesse aqui. (em PDF, em português e com arquivo de 7,6 Mega)

webreportagem especial: uma dissertação

Amanhã, sexta (27), acontece a defesa da dissertação “Análise do especial multimídia Cayucos: um estudo de caso”, de Andréa Aparecida da Luz, aqui no Mestrado em Jornalismo da UFSC. O trabalho é orientado pela professora Raquel Ritter Longhi (com co-orientação de Mauro César Silveira), e tem na banca avaliadora os professores Luciana Mielnickzuk (UFSM) e Orlando Tambosi (UFSC), além de mim.

A dissertação se debruça sobre um especial multimídia que o Clarín fez sobre africanos que se aventuravam em barcos (os cayucos) para chegar até a Europa via Ilhas Canárias.

A defesa acontece às 14h30 na sala de videoconferência, Bloco B do CCE.
Se você não estiver por aqui e quiser acompanhar,veja a transmissão ao vivo aqui.

novembrada, 30 anos

Há exatos 30 anos acontecia em Florianópolis um episódio que seria emblemático na derrocada do regime militar: um embate entre manifestantes e autoridades, na visita do presidente João Figueiredo à cidade, passaria à história como a Novembrada.

O Cotidiano, revista multimídia do curso de Jornalismo da UFSC, coordenada por minha amiga Maria José Baldessar, oferece hoje um igualmente histórico especial sobre o evento. Se você sabe do que estou dizendo, vá lá relembrar. Se nunca ouviu falar da coisa, já pode dar um bom mergulho no assunto.

Acesse: http://www.cotidiano.ufsc.br/images/novembrada/

 

 

 

 

 

 

 

comunicação multimídia: livro grátis!

Anunciei aqui que a professora Maria José Baldessar – minha amiga Zeca – lançaria junto com demais autores o livro por ela organizado. O lançamento se deu no Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação da Intercom, em Curitiba, no começo do mês. “Comunicação Multimídia: objeto de reflexão no cenário do século XXI” é um e-book que reúne onze textos abordando do Marketing ao Jornalismo, da Cibercultura à Convergência de Meios, entre tantos assuntos.

Veja o sumário a seguir, e se for do interesse, baixe o livro gratuitamente aqui:

  • A Comunicação e o Marketing na Cibercultura
  • Tecnologias da informação e da comunicação como suporte à publicidade na era digital
  • Construção da legitimação institucional na internet: as marcas identitárias como (de)marcações de estratégias comunicacionais explicativas
  • A midiatização nos sindicatos: reflexões sobre visibilidade, tipos de interação e participação na Internet
  • O amor e o capital emocional no processo de construção e consumo de uma marca na internet: A lovemark Mary Jane
  • O Capital Cultural e o Poder dos Aplicativos Sociais: o Plurk Como Estudo de Caso
  • Jornalista x cidadão-repórter: a contribuição do público no fazer jornalístico
  • O documentário na Internet: um estudo de caso, Nação Palmares
  • A Interação e a Convergência dos Meios na Comunicação: exemplos de mensuração e vigilância de mercado
  • Indústria Cultural, Indústria Fonográfica, Tecnologia e Cibercultura
  • Imbricações Tecnológicas: O ‘entre-lugar’ do corpo em movimento

monitor tem reportagem multimídia premiada

O 10º Intercom Sul terminou ontem em Blumenau com o anúncio dos vencedores nas diversas categorias do Expocom, um verdadeiro festival competitivo de produtos de comunicação produzidos por alunos de graduação. Fiquei particularmente feliz e orgulhoso com a vitória da reportagem multimídia “Qual o futuro da praia brava?”, produzida por meus alunos e publicada inicialmente no Monitor de Mídia.

O material é experimental, investigativo, equilibrado jornalisticamente, e muito interessante do ponto de vista da narrativa multimídia. Ficou curioso? Veja a reportagem aqui.

Os autores são Stephani Loppnow, Gabriela Forlin, Marina Fiamoncini e Joel Minusculi. A mesma reportagem já havia ficado em segundo lugar no Prêmio Caixa-Unochapecó de Jornalismo Ambiental!!!

a internet se discute (cada vez mais por aqui)

De repente, não mais que de repente começam a despencar eventos de altíssimo nível sobre as novas mídias, e as transformações nos mercados por conta dos avanços tecnológicos. O IDG Now!, por exemplo, está promovendo a Digital Age 2.0, trazendo gente de peso como Lawrence Lessig, Seth Godin e outros.

Para acompanhar basta seguir o blog do evento, ou mesmo navegar livremente pela blogosfera. Um punhado de blogueiros-conectados estão cobrindo o encontro.

Outro dia, aconteceu o Media On, que trouxe outros nomes influentes da área, como o português António Granado, por exemplo. (Veja as palestras aqui)

Na semana que vem, tem ainda o Maximidia, que traz o Henry Jenkis, do MIT, entre outros. Este devo acompanhar mais de perto, e talvez sobre algum post por aqui.

Alguém aí pode se perguntar: o Brasil, afinal, entrou na rota dos principais eventos sobre mídia e tecnologia? Na verdade, isso não é de agora. Mas é certo que hoje temos mais claro que ocasiões como esta são interessantes para os promotores – afinal, são muito rentáveis -, para os palestrantes – que expandem seus pensamentos para diversos públicos – e mesmo para o mercado e a academia brasileiros.

cotidiano volta a se atualizar

Maria José Baldessar, a Zeca, manda avisar que seu projeto Cotidiano – portal de notícias sobre a UFSC – está de volta e com força total.

“Projeto de extensão do Núcleo de Estudos e Produção Hipermídia Aplicados ao Jornalismo, o portal traz notícias da UFSC, da cidade e outros assuntos de interesse da comunidade universitária nos diversos suportes como texto e vídeo. Produzido pelos alunos do curso de Jornlaismo, sob a supervisào de dois professores,  grande diferencial do Portal são as experimentações em hipermídia, onde sào combinados numa mesma notícia, elementos de aúdio, texto, vídeo e fotos”.

As novidades neste segundo semestre letivo são uma parceria com o Jornal de Debates, de São Paulo, para a realização de uma série de reportagens sobre as eleições municipais, e maior interatividade no portal.

links do momento: educação

[ * ] Prensa-Escuela: da Espanha, um projeto do jornal La Voz de la Galícia para fomentar a criação de novos leitores.

[ * ] Já está disponível o mais recente número da revista Educação e Tecnologia, do CEFET de Minas. (dica da Gladis L.Santos)

[ * ] Um coletivo de blogs educativos no Brasil

[ * ] 4º Seminário Jogos eletrônicos: narrativas, aprendizagem e desenvolvimento. Na Bahia, em agosto, mas com chamadas abertas.

[ * ] TV e professores: um site em inglês que pode oferecer material e idéias sobre o uso da telinha na sala de aula.

credibilidade, confiança, reputação: 4 links

1. Na Slate, Chris Wilson demole a suposta democracia da web 2.0. Para isso, usa como exemplos a Wikipedia e o Digg.

2. No CyberJournalist, uma survey sobre a credibilidade online.

3. Marcos Palacios comenta o livro de Adrian Monck que questiona a credibilidade da mídia através da história.

4. O próprio Monck apresenta o sumário de seu “Can you trust the media?”