pesquisa vai mapear hábitos de jovens internautas

Screenshot 2014-08-13 05.23.35Uma rede de pesquisadores de todos os estados brasileiros está colhendo informações sobre as práticas de consumo e participação de jovens internautas de 18 a 24 anos.

O estudo é desenvolvido pela Rede Brasil Conectado por meio de um formulário eletrônico para a Pesquisa Nacional Jovem e o Consumo Midiático em Tempos de Convergência, sob coordenação da professora Nilda Jacks. O quesionário tem perguntas sobre o uso de redes sociais, dispositivos móveis e aplicativos,  e vai permitir comparar resultados entre as regiões, compondo também um cenário da realidade brasileira.

Para participar, basta acessar: www.redebrasilconectado.com.br

international symposiun on online journalism

Começa amanhã em Austin a 9ª edição do Simpósio Internacional sobre Jornalismo Online, uma promoção da Cátedra Knight de Jornalismo e da Cátedra Unesco de Comunicação da University of Texas, e que tem por trás o brasileiro Rosenthal Calmon Alves.

A programação vai até sábado, e resumidamente, envolve essas temáticas:

  • Newspapers in the Time of Cholera: A Healthy Prescription for an Ailing Industry
  • Hybrid Newsroom for the Digital Age: Journalists are reorganizing their routines, learning new skills and doing their best to work for multiplatform, multimedia operations. How are integrated newsrooms (i.e., print + digital) working so far?
  • Emerging Business Models: Traditional media are struggling to adapt their old business models to respond to the devastating effects of disruptive, digital technologies, while a new generation of media companies is creating fresh, innovative new models. Will those efforts result in profitable businesses that would finance journalism as it happened during the last century?
  • Communities: The old, passive audiences are increasingly becoming clusters of new, active communities that still read, listen and watch the media, but demand to be read, listened and watched. Engaging those communities has become high priority for the media, but are their efforts succeeding?
  • Multimedia and Interactivity: Faster Internet connections and cheaper network and storage space have paved the way to more video and audio and more database journalism projects on the Web. Are online journalists finally taking advantage of the multimedia and interactive capabilities of the Internet?
  • News Games: Video games have become serious games and started playing an increasingly important role in education and professional training. Can video games now become a more common tool to help journalists to tell the story?
  • All for One and One for All? A Spanish Experience of Research About Media Convergence
  • Managing the Production of Online Journalism
  • Social Networking and User-Generated Content
  • Citizen Producers, Bloggers and the Evolution of Journalism
  • Issues in Online Journalism Research

Como tenho que dar aula nesta sexta à noite e tenho compromissos familiares no sábado, vou acompanhar os debates e falações por quatro canais:

O site oficial do evento, aqui.

O blog do evento, que conta com nada mais, nada menos que 15 repórteres (!)

O blog e o Twitter do António Granado, que está lá e participa do simpósio.

Ah! Dá pra assistir por um canal de vídeo em tempo real também: aqui

Dois brasileiros estão entre os convidados das mesas, a professora Elisabeth Saad (USP) e o jornalista Fernando Rodrigues (Folha de S.Paulo).

web semântica: 11 coisas

Bernard Lunn, no ReadWriteWeb, lista onze coisas que se deve saber quando o assunto é Web Semântica.

Ele vai direto em alguns pontos que considero muito importantes: uma definição para a coisa, o cuidado com o apologismo, o que se pode esperar da coisa. Lunn é cuidadoso, e vê a coisa em perspectiva.

“Semantic Web will leverage the “community” to add structure and this will use some techniques from first generation Social Networking. But it is very unlikely that Semantic Web will emerge from the walled gardens of current social networking sites. The winners will know how to motivate community to provide structure and will provide the tools that make the structuring so easy that nobody knows they are doing anything so boring as structuring. That is the big lesson from Web 2.0 that will be applied in the Semantic Web”.

credibilidade, reputação, recomendação

Jemina Kiss escreveu no The Guardian de ontem que a Web 3.0 vai se preocupar com rankeamento e recomendação.
Ela disse:

“While the Tim Berners-Lees of this world work out how to make the language of the web function more effectively behind the scenes, our front-of-house task is to get stuck in and intelligently work these technologies into our businesses. It is not enough to understand the strategy behind these new applications, such as Twitter and Reddit – they rely on participation. Tokenism won’t do.

Recommendation is nothing new, of course. Amazon has been pushing “people who bought this also bought this” for years, and tools like eBay’s trader ratings system are staple. Things get more interesting as the technology gets cleverer; hence we get automated recommendation and personal recommendation”.

 (…)

“Above all, the most reassuring trend is that the values of credibility and trust are more important than ever in the ocean of information we have to navigate every day. The technology is not enough on its own, and that should be a comfort to editors everywhere”.

Meus palpites vão na mesma direção. Vamos acompanhar…

Josh Catone dá uma prévia do texto dela e comenta sobre personalização aqui.

Mas se você quiser ir direto à fonte, vá por aqui.

media on

O Portal Terra está cobrindo o Media On, que discute o futuro do jornalismo online. O evento termina hoje, mas você já pode acompanhar as coisas por aqui…

Seminário discute a formação do jornalista

Internet englobará todas as mídias

Media On discute relevância dos blogs

New York Times não teme internet (vídeo)

Fluxo das informações na internet

Vozes independentes na web (vídeo)

Hoje, a programação é esta:

Painel 5 – A construção do conteúdo e o jornalismo colaborativo

  • O impacto dos blogs, podcasts: a interatividade na produção jornalística.
  • O processo de produção e edição no ambiente online.
  • Como conviver com a inevitável automação de conteúdo e agregar valor à produção de notícias e reportagens.
  • A qualidade e checagem de informação e de textos no tempo real.

Mediador:
Helio Gurovitz – Diretor de Redação da Revista Época

Debatedores:
– Ricardo Noblat – Blogueiro e Colunista do Jornal Globo
– Sally Thompson – Diretora de Novas Mídias da BBC
– Julián Gallo – Jornalista Argentino especializado em temas tecnológicos e consultor de meios interativos. Edita o blog Mira!

Painel 6 – Desafios para a mídia tradicional

  • Os valores do jornalismo e as novas mídias
  • Como reinventar os produtos jornalísticos e enfrentar novas audiências e novos mercados
  • A reorganização das redações

Mediador:
Milton Jung – Âncora da Rádio CBN

Debatedores:
– Mário Magalhães – Ombudsman da Folha de São Paulo
– Sidnei Basile – Diretor Secretário Editorial e de Relações Institucionais da Editora Abril
– Caio Túlio Costa – Diretor Presidente de Internet da Brasil Telecom

newmedia.jpg

web 3.0 no centro das atenções

semanticonference.gif

Pelo menos dois grandes eventos este ano enfocam os estudos e pesquisas acerca do que vem-se chamando de Web 3.0, ou internet semântica. Read and Write traz um artigo sobre a 2007 Semantic Technology Conference que aconteceu na semana passada em San Jose, California. A página oficial do evento pode ser vista aqui.

O PointBlog, por sua vez, anuncia evento semelhante mas em dezembro e em Paris. Trata-se da LeWeb3 2007, que acontece entre 11 e 12 de dezembro próximos. Na França, quem organiza o evento é Loic Le Meur.