voluntários minguam; a cidade quer retomar a rotina

Dezoito dias depois da enchente que alagou o Vale do Itajaí, já é bem visível um impasse em Itajaí: na medida em que a cidade tenta retomar a rotina, cai o número de voluntários que se dedicam à rede de apoio às vítimas da tragédia. O impasse é natural, já que o momento é outro.

No Centro de Eventos da Marejada, a movimentação de populares é menos intensa, e a coordenação local chega a dispensar os serviços dos poucos voluntários por volta das 21h30. É verdade também que a quantidade de donativos vem diminuindo gradativamente nesses dias, mas ainda há um volume expressivo de suprimentos que precisam ser triados, separados e distribuídos. Nos primeiros dias do esforço  coletvo, centenas de pessoas se revezavam no recebimento de alimentos, materiais de higiene e limpeza e roupas, e outras centenas carregavam os caminhões com destino aos flagelados. O panorama agora é outro.

A cidade tenta restabelecer o seu ritmo cotidiano. As chuvas pararam, o nível dos rios já pode ser considerado normalizado. A grande maioria dos 78 mil desabrigados ou desalojados já retornou as suas casas ou cercanias. Os serviços públicos foram quase que completamente restabelecidos.

Preocupados com a temporada de verão, o governo estadual, a imprensa e o empresariado local têm batido na tecla de que o estado já está pronto para receber os turistas. Ágil, o governo colocou esta semana no ar um site que pretende não apenas promover os destinos do estado, mas oferecer também informações atualizadas sobre condições de estrada e serviços, meteorologia, condições de balneabilidade das praias e outros dados que interessam a todos, não apenas aos turistas. A iniciativa é inteligente, mas ainda é difícil saber se os turistas visitarão o estado após o susto do final de novembro.

De qualquer forma, Santa Catarina precisa tanto dos turistas de outros estados quanto dos voluntários locais. Dos primeiros, depende a infra-estrutura de diversão, gastronômica e hoteleira. Dependem os empregos no setor, e uma parcela importante no mix da receita econômica. Dos voluntários, se espera a boa vontade de sempre, a solidariedade, a abnegação e dedicação sem preço e com um valor inestimável.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.